Metodologia AH/SD

O Instituto Rogerio Steinberg adota a conceituação de inteligência de Howard Gardner e de superdotação de Joseph Renzulli para fundamentar suas atividades de identificação e atendimento de crianças e jovens superdotados, bem como a Metodologia de Desenvolvimento Positivo dos Jovens, os 5Cs, de Richard Lerner, para avaliar o desenvolvimento social dos participantes do Programa Desenvolvendo Talentos.

O IRS concentra seus esforços para que, por meio das oficinas que compõem o Programa Desenvolvendo Talentos, sejam aplicadas estratégias e ferramentas que levem em conta tanto as especificidades do ensino aos indivíduos superdotados, quanto à ideia proposta por Gardner de que todo indivíduo precisa de estímulo situacional para o melhor aprimoramento de sua(s) inteligência(s).

Levando-se em consideração a existência de diferenças nas necessidades educacionais de indivíduos com diferentes inteligências, faz-se necessário um trabalho de atendimento flexível, que abarque tal diversidade de desempenho. No que tange às necessidades de adequação educacional às demandas da superdotação, o Programa Desenvolvendo Talentos procura levar em conta os desafios pressupostos por este processo, como por exemplo, a importância de se instigar constantemente a criatividade e manter o interesse das crianças.

De maneira geral, o Programa Desenvolvendo Talentos procura proporcionar aos participantes um espaço rico em diversos aspectos. Procura-se, por exemplo, oferecer acesso a diversos estímulos e ferramentas de aprendizagem e exploração, nos espaços de sala de aula. Cada oficina conta com uma variedade considerável de materiais condizentes com a área o talento específico a ser trabalhado, de modo que os horizontes de possibilidade possam se expandir no imaginário dos alunos, enriquecendo o processo de aprendizagem. Além disso, os colaboradores que orientam as atividades nestes espaços são pessoas que possuem certo domínio sobre a área, de modo que estão habilitados a servir de referencial aos participantes naquele campo em particular.

INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS

Howard Gardner propõe que todos os indivíduos têm, a princípio, a habilidade de questionar e de procurar respostas, usando todas as inteligências, pois possuem, como bagagem genética, habilidades básicas em todas elas. O desenvolvimento de cada uma, no entanto, dependerá tanto de fatores genéticos, quanto de fatores motivacionais e culturais.

As competências cognitivas foram identificadas em oito inteligências, de acordo com critérios previamente selecionados. Em um primeiro momento, sete inteligências foram identificadas (Gardner, 1994): musical, corporal-cinestésica, lógico-matemática, linguística, espacial, interpessoal e intrapessoal. Anos de-pois, Gardner (2001) acrescentou a oitava inteligência, a naturalista.

 

INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS

Howard Gardner propõe que todos os indivíduos têm, a princípio, a habilidade de questionar e de procurar respostas, usando todas as inteligências, pois possuem, como bagagem genética, habilidades básicas em todas elas. O desenvolvimento de cada uma, no entanto, dependerá tanto de fatores genéticos, quanto de fatores motivacionais e culturais.

As competências cognitivas foram identificadas em oito inteligências, de acordo com critérios previamente selecionados. Em um primeiro momento, sete inteligências foram identificadas (Gardner, 1994): musical, corporal-cinestésica, lógico-matemática, linguística, espacial, interpessoal e intrapessoal. Anos de-pois, Gardner (2001) acrescentou a oitava inteligência, a naturalista.

 

TEORIA DOS TRÊS ANÉIS

O conceito de Superdotação segundo Joseph Renzulli (2004), está definido em sua Teoria dos Três Anéis, que descreve três traços inter-relacionados comportamentais que definem a superdotação, são eles: habilidade acima da média em alguma área do conhecimento; envolvimento com a tarefa; e criatividade. Uma consideração importante é que nenhum destes traços é mais importante que o outro e nem todos precisam estar presentes ao mesmo tempo, ou na mesma intensidade, mas um deles deve estar presente na identificação do comportamento de superdotação, e se o ambiente lhe proporcionar condições para estimulação, terá como desenvolver seu potencial.

 

TEORIA DOS TRÊS ANÉIS

O conceito de Superdotação segundo Joseph Renzulli (2004), está definido em sua Teoria dos Três Anéis, que descreve três traços inter-relacionados comportamentais que definem a superdotação, são eles: habilidade acima da média em alguma área do conhecimento; envolvimento com a tarefa; e criatividade. Uma consideração importante é que nenhum destes traços é mais importante que o outro e nem todos precisam estar presentes ao mesmo tempo, ou na mesma intensidade, mas um deles deve estar presente na identificação do comportamento de superdotação, e se o ambiente lhe proporcionar condições para estimulação, terá como desenvolver seu potencial.

 

DESENVOLVIMENTO POSITIVO DOS JOVENS – 5C’S

Segundo Richard Lerner (2008), o Programa Positive Youth Development – PYD engloba aspectos psicológicos, comportamentais e sociais que se refletem nos 5Cs: competência, confiança, conexão, caráter e cuidado ou compaixão. A metodologia monitora o desenvolvimento positivo dos jovens e a sua contribuição à sociedade, com base nestes indicadores.

OS 5C’s:

Competência – acadêmica, social e cognitiva;

Confiança – certeza de suas próprias habilidades, senso de autoestima;

Conexão – importância do trabalho colaborativo;

Caráter – importância de fazer o que é correto;

Cuidado – senso de compaixão e justiça social.

DESENVOLVIMENTO POSITIVO DOS JOVENS – 5C’S

Segundo Richard Lerner (2008), o Programa Positive Youth Development – PYD engloba aspectos psicológicos, comportamentais e sociais que se refletem nos 5Cs: competência, confiança, conexão, caráter e cuidado ou compaixão. A metodologia monitora o desenvolvimento positivo dos jovens e a sua contribuição à sociedade, com base nestes indicadores.

OS 5C’s:

Competência – acadêmica, social e cognitiva;

Confiança – certeza de suas próprias habilidades, senso de autoestima;

Conexão – importância do trabalho colaborativo;

Caráter – importância de fazer o que é correto;

Cuidado – senso de compaixão e justiça social.

STEAM

O STEAM (do inglês: Science, Technology, Engineering, Arts e Mathematics) é uma abordagem, que conecta os conteúdos das Ciências, Matemática, Engenharia, Tecnologia e Arte, com o objetivo de explorar conteúdos multidisciplinares dentro de um contexto personalizado, ajudando a desenvolver um pensamento mais crítico que pode ser aplicado nas atividades humanas, tanto na vida laboral como acadêmica.

Esta abordagem estimula o desenvolvimento de habilidades contemporâneas para lidar com desafios atuais, tais como resolução de problemas, inovação, invenção, autoconfiança, pensamento lógico e habilidades de alfabetização tecnológica.

STEAM

O STEAM (do inglês: Science, Technology, Engineering, Arts e Mathematics) é uma abordagem, que conecta os conteúdos das Ciências, Matemática, Engenharia, Tecnologia e Arte, com o objetivo de explorar conteúdos multidisciplinares dentro de um contexto personalizado, ajudando a desenvolver um pensamento mais crítico que pode ser aplicado nas atividades humanas, tanto na vida laboral como acadêmica.

Esta abordagem estimula o desenvolvimento de habilidades contemporâneas para lidar com desafios atuais, tais como resolução de problemas, inovação, invenção, autoconfiança, pensamento lógico e habilidades de alfabetização tecnológica.

CONHEÇA ROGERIO STEINBERG:

Saiba tudo sobre a vida deste publicitário, criativo e revolucionário.
Acesse: rogeriosteinberg.com.br

CONTATOS:

  (21) 2529-8011 / 2239-0448

  Rua Jardim Botânico, 116
Jardim Botânico, Rio de Janeiro
CEP: 22461-000

institutorogeriosteinberg@irs.org.br

Desenvolvido com pela Agência Cibele